A FDA (Food and Drug Administration) aprovou para comercialização a bracelete KardiaBand, que permite que sejam realizados eletrocardiogramas (ECG) com o Apple Watch.

Naturalmente que a utilização deste acessório por particulares não substitui um diagnóstico médico, tem de tomar isso em consideração. A aprovação do dispositivo pela FDA significa que realmente pode ser utilizado como instrumento médico para efetuar eletrocardiogramas mas não devem de abdicar a visita a um profissional de saúde após a obtenção dos resultados.

Como funciona a KardiaBand?

Basicamente como qualquer outro tipo de bracelete para o Apple Watch, a única diferença é que esta possui um leitor para medição incorporado na própria bracelete.

Para que a leitura seja possível, teremos de instalar no iPhone a app que irá permitir uma leitura mais detalhada dos resultados. Mas para vos ajudar, se não conseguirem interpretar os resultados que vos são apresentados, a própria app irá informar o utilizador se está tudo bem ou não.

Durante o dia, tal como o Apple Watch já faz, a bracelete KardiaBand irá medir o seu batimento cardíaco e se eventualmente detetar alguma nomalia, como por exemplo uma arritmia irá receber uma notificação para realizar um eletrocardiograma como o próprio relógio para verificar se está tudo bem.

O vídeo que se segue mostra a KardiaBand em funcionamento:

Este dispositivo já se encontra disponível no mercado europeu por 199 dólares, o que em conversão direta ficar perto de 170€. O preço será o mesmo para relógios de 42mm e 38mm.

Para aquirirem a bracelete e obterem informações adicionais podem ir ao site da AliveCor.

Podem ainda ver uma câmara para chamadas FaceTime no Apple Watch aqui.

COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *