Decorria o ano de 2012 e a Apple fez um evento semelhante ao que vimos hoje, mas dessa vez foi para apresentar ao público o iBooks Author.

Foi há 6 anos que a empresa apresentou uma ferramenta para desenvolver livros de uma maneira muito simples. Após a apresentação do iBooks nada mais semelhante aconteceu nos 6 anos seguintes.

Hoje a Apple voltou a entrar numa escola para apresentar os seus novos produtos direcionados para a educação.

Cerca de 1 hora antes do início do evento as portas da Lane Tech College Prep High School abriram-se para a imprensa que aguardava no exterior. As credenciais de acesso ao espaço desta vez foram ligeiramente diferentes das que estamos habituados a ver. Um retângulo de cartão, aparentemente reciclado, revela na parte frontal o logotipo da Apple em amarelo.

No exterior e no interior do edifício dezenas de elementos do staff da Apple para orientarem os jornalistas estão devidamente identificados com as cores da escola. Verde e amarelo, este último que já era visível nas credenciais de acesso evidenciou-se ainda mais com a presença dos elementos do staff.

Aparentemente fazia-se sentir bastante frio, pois os elementos da Apple envergavam casacos de penas e sweats verdes com o logotipo da maçã em amarelo do lado esquerdo. Todos eles ainda circulam com gorros de lã amarelos para ninguém passar despercebido.

A poucos minutos do início da cerimónia alguns elementos da administração da Apple começam a reunir-se frente ao palco, Al Gore, Angela Ahrendts, Philip Schiller e estamos a segundos de começar o evento.

Mas não nos podemos deixar enganar com todos os jornalistas naquele espaço, o evento não era direcionado para eles, nem para nós bloggers. O público alvo eram os professores e os alunos que não imaginavam que estavam a poucos minutos de conhecer uma nova evolução na forma de ensino das escolas.

Antes de Tim Cook subir ao palco a apresentação começou com um vídeo que mostrava a importância da aprendizagem nas nossas vidas e que aquilo que aprendemos pode-nos ajudar a transformar o mundo:

Depois disto o CEO aparece no palco para nos trazer as novidades. E começou por apresentar ao público o estudo que a Apple efetuou e que foi designado de “Apple Classrooms of Tomorrow“. Este estudo consistiu em analizar os efeitos da utilização da tecnologia na sala de aulas, se afinal a tecnologia é prejudicial no desempenho dos jovens.

Á frente neste estudo ficou o iPad como o dispositivo mais desejado, prático e útil para o ensino. Depois deste resultado nada surpreendente para quem já anda por aqui há muito tempo, foi a vez de nos ser apresentado o novo iPad. Até aqui nada de especial, é um iPad como todos os outros que conhecemos mas este ganhou compatibilidade com a caneta da Apple, o Apple Pencil.

Salientamos que ganhou compatibilidade porque anteriormente este acessório apenas era compatível com os iPad Pro, uma boa notícia aqui é aqui é que o preço deste novo iPad desceu comparativamente aos modelos anteriores.


Aqui podemos encontrar dois valores de comercialização para o novo iPad. O preço com desconto para a educação que fica por 299 dólares, e sem desconto no seu valor normal é de 329 dólares (369 euros o modelo base de 32Gb Wi-Fi).

Quando falamos em educação falamos num dos pontos fortes da Apple em aplicações. Portanto foram apresentadas novas aplicações para a sala de aula e uma novíssima suite do iWork.

Temos agora um Pages, um Numbers e um Keynote reinventados e reajustados para serem compatíveis com o Apple Pencil. Neste momento o iPad consegue substituir todos os cadernos que os miúdos transportam nas mochilas, pois com esta nova compatibilidade o iPad transforma-se num bloco e apontamentos e caderno de notas.

Além do novo iPad, uma série de novos aplicativos e ferramentas para a educação foram apresentadas, como a nova suite iWork (Pages, Numbers e Keynote) compatíveis com anotações feitas com o Apple Pencil, que transformam o iPad em um verdadeiro e prático caderno de notas.

Pessoalmente o que me chamou mais a atenção foi novamente o poder da RA (Realidade Aumentada) que nos trouxe um novo programa dissecar rãs e com a ajuda da realidade aumentada tudo é mais simples e prático.

O que parede que acabou por se tornar uma realidade foi a criação de livros digitais diretamente pelo iPad agora que o iBooks abre diretamente pelo dispositivo.

Isto significa que num futuro não muito distante os nossos filhos começam a ter os seus livros no iPad em formato digital e não precisam de andar carregados com quilos de livros.

Vamos então ver as principais novidades deste novo iPad:

Ecrã

  • Ecrã Multi-Touch de 9,7 polegadas (diagonal) com retroi­luminação LED e tecnologia IPS
  • Resolução de 2048×1536 píxeis a 264 ppp
  • Revestimento oleofóbico resistente a dedadas
  • Compatível com o Apple Pencil

Processador

  • Processador A10 Fusion com arquitetura de 64 bits
  • Coprocessador M10 integrado

Câmara

  • Câmara de 8 megapíxeis
  • Live Photos
  • Focagem automática
  • Foto­grafias panorâmicas (até 43 megapíxeis)
  • Foto­grafias com HDR
  • Controlo de exposição
  • Modo contínuo
  • Focagem por toque
  • Modo de temporizador
  • Abertura de ƒ/2,4
  • Objetiva de cinco elementos
  • Filtro de IV híbrido
  • Retroiluminação
  • Estabilização de imagem automática
  • Deteção de corpos e rostos
  • Geolocalização de fotografias
  • Gravação de vídeo 1080p HD
  • Câmara lenta (120 fps)
  • Vídeo time-lapse com estabilização
  • Estabilização de imagem de vídeo
  • Deteção de corpos e rostos
  • Zoom de vídeo 3x
  • Geolocalização de vídeos

Câmara FaceTime HD

  • Foto­grafias de 1,2 MP
  • Live Photos
  • Abertura de ƒ/2,2
  • Retina Flash
  • Gravação de vídeo em 720p HD
  • Retroiluminação
  • HDR para fotografias e vídeos
  • Deteção de corpos e rostos
  • Modo contínuo
  • Controlo de exposição
  • Modo de temporizador

Sensores

  • Touch ID
  • Giroscópio triaxial
  • Acelerómetro
  • Barómetro
  • Sensor de luz ambiente

 

COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *